Balanço Meteorológico Mensal – Setembro/2020
Notas Técnicas
Balanço Meteorológico Mensal – Setembro/2020

SÍNTESE 


Observação: Análise feita com base nos dados da estação meteorológica do CEPAGRI, em Barão Geraldo – Campinas, válida para a Região Metropolitana de Campinas. Alguns dados podem apresentar divergências com outras estações meteorológicas na região, sobretudo extremos de temperatura e precipitação, que podem acontecer devido à localização das mesmas e à ocorrência de chuvas muito isoladas e/ou localmente fortes. 

Setembro de 2020 foi o setembro mais quente desde que o Cepagri iniciou as observações meteorológicas, com temperaturas médias 2,8ºC acima da média histórica. A Tabela 1 mostra o resumo mensal de temperatura e precipitação em comparação com as médias do período 1990 – 2019. Além disso, houve um déficit expressivo no acumulado de chuvas, que totalizaram somente 35% da média. A Figura 1 mostra os valores diários de temperatura mínima e máxima e de precipitação acumulada em 24h. Nota-se que as temperaturas estiveram em ligeira elevação ao longo da primeira quinzena, superando a marca de 35ºC. Entre os dias 15 e 23 houve duas ocorrências de queda nas temperaturas, principalmente nas máximas. Entre os dias 14 e 15 uma frente fria que estava estacionária entre SC e PR avançou pelo oceano e provocou uma pequena e breve queda nas temperaturas no leste do estado de SP, e entre os dias 19 e 20 a passagem de uma frente fria pelo litoral causou uma queda mais expressiva e duradoura nas temperaturas, além de trazer chuva abundante. Além desse episódio de chuva, houve o registro de 1 mm de precipitação no dia 28. Tipicamente os meses de setembro contam com 5 a 6 dias de chuva de volume igual ou superior a 1 mm, mas em setembro desde ano houve somente 2. Até o momento, o Cepagri registrou 652,3 mm de chuva em 2020, sendo que o volume acumulado de chuvas até o final de setembro é de aproximadamente 930 mm, em média. Portanto, as chuvas acumuladas até então representam 70% do volume esperado para o período janeiro - setembro.

 A Figura 2 mostra a chuva acumulada para os meses de setembro desde 1990, e indica grande variabilidade interanual. Além disso, desde 2016 a média histórica de chuva acumulada não é atingida.




QUADRO EXPLICATIVO 

As altas temperaturas, o baixo volume de chuvas e o pequeno número de dias de chuva pode ser explicado pela presença uma massa de ar quente associado a um bloqueio atmosférico que persistiu durante todo o mês em boa parte do centro-oeste e sudeste do Brasil, provocando uma extensa e intensa onda de calor nessas regiões. O bloqueio atmosférico tem impedido a passagem de frentes fria e o avanço de massas de ar frio por sobre o estado, forçando-as a seguir pelo oceano, além de favorecer a intensificação da massa de ar quente pela sua ação prologada, inibindo a formação de nuvens e proporcionando temperaturas elevadas. Segundo informações do Instituto Nacional de Meteorologia, recordes históricos de temperatura máxima têm sido quebrados ao longo dos últimos dias em várias localidades dessas regiões brasileiras. 

PROGNÓSTICO METEOROLÓGICO E CLIMÁTICO PARA OUTUBRO



Observação: O Cepagri não elabora previsão climática/sazonal, apenas divulga as previsões elaboradas pelos órgãos responsáveis no Brasil (INMET/CPTEC/FUNCEME) e por instituições internacionais, incluindo apenas uma nota explicativa direcionada para a Região Metropolitana de Campinas.


O mês de outubro é tipicamente o mais quente do ano, com temperatura média de 23,7ºC, além de marcar o início da estação chuvosa. A média de precipitação (1990-2019) é de 120 mm distribuídos entre 8 e 9 dias com chuva.

METEOROLÓGICO – GFS/ECMWF 15 DIAS


Os modelos globais GFS e ECMWF apontam para uma persistência do bloqueio meteorológico até o dia 10 de outubro, quando se perde intensidade e passa a atuar mais a norte.  Dessa forma, não há previsão de chuvas significativas na região, a não ser por possíveis pancadas de chuva isoladas. A partir do dia 11, no entanto, com o afastamento do bloqueio atmosférico, há previsão de chuvas recorrentes, que devem ocorrer até o dia 14 em todo o estado de SP.

CLIMÁTICO


O modelo climático do Instituto Nacional de Meteorologia aponta para um mês de outubro com chuvas e temperaturas dentro ou um pouco acima da média climatológica.

Elaborado pelos meteorologistas Bruno Kabke Bainy e Ana Maria Heuminski de Ávila.

Voltar

Acesso Rápido

Localização e Contato

CEPAGRI
Centro de Pesquisas Meteorológicas e Climáticas Aplicadas à Agricultura

Cidade Universitária "Zeferino Vaz"
Campinas/SP
13083-970
(19)3521-2462


Redes sociais

Contate o Portal do Cepagri